Chocolate dá espinha?

Será que realmente o chocolate dá espinha?

Desde 1969, o chocolate tem sido estudado como um possível fator contribuinte para a acne. Teria a gordura, o açúcar, o cacau ou mesmo os outros produtos utilizados na fabricação alguma relação com o aparecimento de espinhas?

A proximidade com a Páscoa aumenta ainda mais esse medo, já que todo mundo sabe o quanto é difícil se controlar com tantas delícias pela frente.

Veja o que a ciência diz.

O que a ciência diz

Os primeiros estudos sobre chocolate e acne, na verdade, usavam barras de chocolate e barras de controle (balas carregadas de açúcar, muitas vezes com ainda mais açúcar do que as versões de chocolate).

Essas inconsistências levaram a resultados contraditórios e métodos de estudo suspeitos, os quais ainda mantém vivos os debates sobre o chocolate. Assim, não é surpresa que, após décadas de pesquisa, ainda não haja uma resposta clara.

Alguns estudos apontam que o chocolate dá espinha

Algumas pesquisas sugerem que o chocolate pode aumentar a infecção da acne existente ou incentivar novas erupções na pele propensa a acne. Assim sendo, um estudo de 2013 em células que foi realizado em um laboratório sugere que o chocolate pode aumentar a gravidade e a frequência das erupções de acne, estimulando o sistema imunológico a reagir de forma mais agressiva às duas bactérias que causam a acne.

No entanto, essa reação não foi comprovada em humanos.

Em outro pequeno estudo controlado,  14 homens com tendência à acne tomaram cápsulas cheias de cacau 100% sem açúcar, gelatina em pó ou uma combinação dos dois para determinar se o chocolate e a dose total afetavam a acne.

Assim sendo, o estudo descobriu que havia uma conexão direta entre a quantidade de cacau ingerida e um aumento nos sintomas de acne.

Da mesma maneira, outro estudo semelhante, descobriu que depois de comer 25 gramas de chocolate amargo 99 por cento todos os dias, 25 homens propensos a acne tiveram mais acne depois de duas semanas, e as mudanças ainda estavam presentes depois de quatro semanas.

Depois, um estudo de 2017 descobriu que apenas 48 horas depois de comer chocolate, estudantes universitários com acne tiveram mais lesões novas do que seus colegas que comeram uma quantidade comparável de jujubas.

Outros estudos descartam a ligação entre chocolate e espinhas

Um estudo de 2012 que pediu a 44 jovens adultos para manter um diário alimentar de três dias não encontrou nenhuma ligação entre chocolate e acne.

Mais pesquisas com amostras maiores e mais diversas são necessárias para confirmar as descobertas e determinar qual composto no chocolate pode potencialmente aumentar a inflamação e piorar os sintomas.

O efeito do chocolate na insulina também é apontado como uma possível influência na acne. Assim sendo, um Estudo australiano de 2003 descobriu que os participantes que comeram alimentos aromatizados com cacau em pó tiveram uma resposta maior à insulina do que o grupo de controle que comeu os mesmos alimentos sem o cacau.

O que sabemos sobre dieta e acne

chocolate causa espinha

Estudos demonstraram que a acne é menos comum em pessoas que seguem uma dieta oriental. Por outro lado, as dietas com alto índice glicêmico , aquelas repletas de carboidratos e açúcares de digestão rápida, estão sendo associadas à acne.

Um estudo feito em 1200 indígenas de duas tribos diferentes observou que nem uma única pessoa tinha acne. Ambos os grupos comem dietas de baixo índice glicêmico, ricas em peixes e frutas. E também não incluem alimentos refinados normalmente encontrados nas dietas ocidentais, como pão, biscoitos e cereais.

Um estudo de 2017 no Jornal da Academia de Nutrição e Dietética sugere o seguinte. Alimentos ricos em carboidratos e ricos em açúcar (como doces, arroz branco e aquele ovo de páscoa) podem estar relacionados à acne e sua gravidade.

Então, o chocolate dá espinha?

Você precisa renunciar a essa delícia e jogar fora o estoque escondido em sua mesa em nome de uma pele mais limpa? Não necessariamente.

Se o chocolate afeta a acne, depende do indivíduo. Apesar de décadas de pesquisa, não há muitas evidências que alimentos isolados como o chocolate causam espinha diretamente.

Mas isso não significa que a dieta não tenha influência.

É mais provável que o açúcar em sua barra de chocolate ou ovo de páscoa tenha mais culpa no cartório por novas espinhas ou erupções mais profundas do que o próprio cacau.

Portanto, se você for dar uma mordida (ou seis), dê preferência ao Chocolate Amargo. Fique de olho também nos açúcares adicionados e carboidratos simples durante o resto do dia.

O que você precisa se atentar é em evitar que a oleosidade na pele ao longo do dia. Nunca se esqueça de lavar o rosto pela manhã, aplicar uma Vitamina C não oleosa e um protteor solar toque seco por cima. Dessa maneira, ao realizar esse pequeno ritual todos os dias, além de evitar as espinhas, vai preservar o viço da sua pele e não vai te impedir de se deliciar nessa páscoa.

Conheça o Retinol Booster, nosso sérum de Retinol e Vitamina C 15%, com textura não oleosa e toque seco. Sua pele vai amar.

retinol booster

A Soushine deseja uma feliz páscoa para você e toda sua família. =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *